Pintura Arq. Eduardo Moreira Santos, Lx (28.08.1904 - 23.04.1992)

quinta-feira, 14 de junho de 2018

CPLP - Secretária executiva confiante quanto ao sucesso da cimeira da organização em Julho na ilha do Sal

Cidade da Praia – A secretária executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) mostrou-se hoje “confiante” de que a cimeira agendada para Julho na ilha do Sal vai ser marcante e um ponto de viragem para a organização.

Maria do Carmo Silveira, que se encontra em Cabo Verde no âmbito dos preparativos da Cimeira da CPLP, marcada para os dias 17 e 18 de Julho, manifestou esta confiança em declarações à imprensa na cidade da Praia no final de um encontro com o ministro do Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares.

“Acredito que vai ser marcante e um ponto de viragem para a comunidade, porque para além da cimeira em si, estão programadas várias actividades e vários encontros paralelos que darão uma dimensão particular ao evento”, considerou, lembrando que o Governo de Cabo Verde já convidou várias personalidades e responsáveis de organismos internacionais.

Neste sentido, a secretária executiva entendeu que será “bom” para Cabo Verde e para a CPLP e “um sinal de reforço das relações de cooperação” entre a CPLP e as organizações convidadas, assim como um sinal da visibilidade e da credibilidade que a comunidade tem vindo a ter no cenário internacional.

Para Maria do Carmo Silveira, a CPLP tem sido criticada pelo facto de ser uma organização distante dos cidadãos, ou seja, uma organização dos dirigentes dos governos, por isso, é de opinião que será “importante” uma aproximação com os cidadãos, nomeadamente através do dossiê da mobilidade, procurando dar resposta ao anseio das populações.

Por sua vez, Luís Filipe Tavares reiterou que Cabo Verde tenciona trabalhar a questão da mobilidade na comunidade durante a sua presidência da CPLP, que acontece a 17 de Julho, esclarecendo que no evento do Sal o país não vai levar nenhuma decisão concreta em relação a esta matéria.

“O que vai haver é abordarmos este assunto que é importante, ouvindo a opinião de todos e trabalhar durante a nossa presidência para fazermos avançar os três aspectos: as pessoas, onde entra a questão da mobilidade, os oceanos e cultura”, frisou.

O encontro entre Maria do Carmo Silveira e Luís Filipe Tavares serviu para fazer o ponto de situação dos preparativos da Cimeira do Sal, tendo os dois responsáveis manifestado a sua satisfação, já que há muito tempo que todos os chefes de Estado e do Governo dos países da comunidade (Cabo Verde, Angola, São Tomé e Príncipe, Moçambique, Guiné-Bissau, Portugal, Brasil, Timor-Leste e Guiné- Equatorial) não se reuniam. In “Inforpress” – Cabo Verde

Sem comentários:

Publicar um comentário