Pintura Arq. Eduardo Moreira Santos, Lx (28.08.1904 - 23.04.1992)

terça-feira, 5 de março de 2019

Macau - Crescimento de 31,3% nas importações de países lusófonos



Macau importou em Janeiro mercadorias dos países lusófonos no valor de 95 milhões de patacas, um crescimento de 31,3% em comparação a igual período de 2017. As exportações de Macau para os países de língua portuguesa cresceram no primeiro mês do ano, mas o défice da balança comercial com os países lusófonos continua a aumentar. Segundo a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), Macau exportou para os países lusófonos mercadorias no valor de 122 mil de patacas, um aumento de 670%, face a igual período do ano passado, mas muito inferior aos 95 milhões de patacas em produtos importados.

No total, as exportações do território subiram 24,6% até final de Janeiro, para 1,53 mil milhões de patacas, mas o défice da balança comercial continua a aumentar fruto do crescimento das importações em 7,2%, para 8,97 mil milhões de patacas. As exportações para a China continental atingiram, no período em análise, 167 milhões de patacas, uma quebra de 21,9% face a idêntico período do ano passado.

O valor das exportações para as nove províncias do Delta do Rio das Pérolas caiu 23,8%. As vendas para os Estados Unidos e União Europeia subiram 74,9% e 27,9%, respectivamente. Também as exportações para a vizinha Hong Kong aumentaram 38,6% para 1,12 mil milhões de patacas. O valor total do comércio externo de mercadorias em Macau correspondeu a 9,59 mil milhões de patacas, mais 9,4% face ao período idêntico de 2017.

Em 2018, Portugal exportou para Macau mercadorias no valor de 329 milhões de patacas, um crescimento de 23,2% em comparação com 2017, de acordo com dados oficiais. Segundo a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), os produtos mais exportados de Portugal para Macau no ano passado foram bebidas, líquidos alcoólicos e vinagres (78,5 milhões de patacas) e vestuário e acessórios (66,5 milhões de patacas). In “Ponto Final” - Macau

Sem comentários:

Publicar um comentário