Pintura Arq. Eduardo Moreira Santos, Lx (28.08.1904 - 23.04.1992)

sábado, 12 de maio de 2018

Portugal – Ciclo dedicado a vozes femininas em Coimbra

M.ponto - "lugar" a vozes femininas que marcaram a cultura e que se distinguiram não só como voz, mas como embaixadoras das suas culturas e valores.

Maio é o mês em que apresentamos a primeira destas vozes de mulheres com M.ponto

A cantora peruana Susana Baca actua na Antiga Igreja do Convento São Francisco, em Coimbra, no próximo dia 26 de maio de 2018, pelas 21H 30M, acompanhada de Hugo Bravo (percussão), Oscar Huaranga (contrabaixo) e Hector Purizaga (piano).

Susana Baca é muito mais do que uma grande cantora, disse um crítico. É uma das últimas divas da música latino-americana. Compositora. Cantora dos grandes poetas da América Latina. Professora. Politica. Ministra da Cultura do Peru. Presidente da Comissão de Cultura da Organização dos Estados Americanos. Investigadora e historiadora. Uma das grandes responsáveis pelo estudo e divulgação das raízes da música afro-peruana e pelo seu reconhecimento mundial. Fundadora do Centro Negro Continuo, em Lima, que tem por objetivo a recolha, preservação, ensino e criação da cultura afro-peruana. Vencedora de dois prémios Grammy. O primeiro, em 2002, pelo disco Lamento Negro. O segundo, em 2011, pela canção Latinoamerica em colaboração com o grupo de rap alternativo Calle 13 (Porto Rico). Distinguida com a Ordem de Mérito pela República do Peru, e com a Ordem das Artes e Letras pela Republica Francesa. Este ano, recebeu, em Nova Iorque, o Lifetime Achievement Award pelo seu trabalho e o Prémio Nacional de Cultura no Perú.

Senhora de uma inesgotável energia e elegância em palco, Susana Baca prossegue uma carreira de alto prestigio, conquistando públicos nas suas imensas digressões mundiais, derrubando fronteiras na comunhão e paixão pela música. "De Los Amores”é o seu novo espectáculo. In “Câmara Municipal de Coimbra” - Portugal


Sem comentários:

Publicar um comentário