Pintura Arq. Eduardo Moreira Santos, Lx (28.08.1904 - 23.04.1992)

domingo, 20 de maio de 2018

O som da guitarra é a alma de um povo




















Vamos aprender português, cantando


O som da guitarra é a alma de um povo
que chora seu fado a cantar
que vive uma vida nas margens de um rio
morre nas ondas do mar

E o som da guitarra é o grito de um povo
que saiu para a rua em Abril
que nas caravelas descobriu o mundo
de Angola, a Timor, ao Brasil

Ó povo de poetas tristes
que lutas sozinho, resistes
no Norte, no Sul, em Lisboa
por Zeca, Camões e Pessoa

Ó povo de poetas sós
em Maio rezas por nós
num fado da Amália a chorar
saudade para recordar

Ó meu país guerreiro, tu nunca te rendes
e lutas pelos teus ideais
lendas, profecias de Alcácer-Quibir
já são utopias demais

Ó povo de poetas tristes
que lutas sozinho, resistes
no Norte, no Sul, em Lisboa
por Zeca, Camões e Pessoa

Ó povo de poetas sós
em Maio rezas por nós
num fado da Amália a chorar
saudade para recordar

Porque o som da guitarra é a alma de um povo
que, livre, já pode sonhar

José Cid - Portugal



Sem comentários:

Publicar um comentário