Pintura Arq. Eduardo Moreira Santos, Lx (28.08.1904 - 23.04.1992)

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

24 Horas


                                                       Porto 24 horas já!   
       
            SÃO PAULO – Se tudo correr bem, até março de 2014, as obras do trecho Leste do Rodoanel estarão concluídas. Isso significará acesso rápido ao Porto de Santos e ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, já que o novo trecho fará a ligação do trecho Sul do Rodoanel e do sistema Anchieta-Imigrantes com as rodovias SP-06 (Itaquaquecetuba-São José dos Campos), Airton Senna e Dutra.

            A previsão é que o trecho Leste do Rodoanel receba um tráfego de cerca de 24 mil veículos por dia, dos quais pelo menos 60% serão caminhões e carretas. Obviamente, a maioria desses veículos terá como origem e destinação final o Porto de Santos.

            Portanto, é de imaginar o caos que haverá na entrada de Santos. Afinal, hoje a situação já é caótica: diariamente, no fim da tarde e no início da noite, filas de caminhões travam completamente o trânsito por quilômetros. É uma situação que já se arrasta há anos e que se agrava à medida que aumenta a quantidade de veículos, sem que haja intervenções fundamentais por parte do poder público.

            Uma saída – o que não significa uma solução – seria o governo estadual apressar a execução do projeto que prevê transformar a Marginal Sul Anchieta e a Avenida Bandeirantes em duas pistas de apoio à Via Anchieta, com a construção de um elevado para separar os veículos pesados dos automóveis, criando uma alça para acesso direto dos caminhões ao Porto.

           Uma alternativa – que não invalida a proposta anterior – seria a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) colocar em prática o projeto Porto 24 horas, elaborado há tempos pelo Comitê de Usuários dos Portos e Aeroportos do Estado de São Paulo (Comus), da Associação Comercial de São Paulo, que prevê a operação de empresas que atuam no complexo portuário santista tanto de dia como de noite.

        É de ressaltar que a Brado Logística, empresa criada a partir de uma parceria da concessionária ALL e da operadora logística Standard, há oito meses, deu início a serviços ferroviários noturnos em parceria com a Santos Brasil, empresa que explora o Terminal de Contêineres (Tecon). Já é o início de um modelo que tem por objetivo mais bem distribuir os trabalhos e aumentar o potencial de movimentação de cargas, com maior utilização do modal ferroviário, diminuindo as possibilidades de congestionamento nas rodovias e vias de acesso ao Porto.

            No entanto, é necessário aprofundar esse modelo com o funcionamento do complexo marítimo, inclusive da Receita Federal e de outros órgãos ligados à atividade portuária. Só assim será possível enfrentar os impactos que a presença de mais caminhões trafegando no Rodoanel trará não só ao trânsito como ao meio ambiente de São Paulo e da Baixada Santista. Portanto, é preciso adotar o projeto Porto 24 horas com a máxima urgência. Aliás, passou até da hora. Milton Lourenço - Brasil  
_______________________________________
Milton Lourenço é presidente da Fiorde Logística Internacional e diretor do Sindicato dos Comissários de Despachos, Agentes de Cargas e Logística do Estado de São Paulo (Sindicomis) e da Associação Nacional dos Comissários de Despachos, Agentes de Cargas e Logística (ACTC). E-mail: fiorde@fiorde.com.br. Site: www.fiorde.com.br.        

Sem comentários:

Publicar um comentário