Pintura Arq. Eduardo Moreira Santos, Lx (28.08.1904 - 23.04.1992)

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Equidade


“Eu parto do princípio de que por mais que ergamos belas pontes, edifícios grandiosos, estradas, caminhos- de-ferro, etc., etc., se não fortificarmos as vigas da justiça e da equidade e se não colocarmos os problemas humanos no centro de tudo, não vamos longe. É o que está a ter lugar em países que acompanhamos, sobretudo na nossa África.
(…)
Só tenho agora espaço para falar das minhas próprias perspectivas. Continuarei a lutar, com as armas da paz, para que aceleremos, com toda a tolerância, mas sem recuos perigosos, a construção de um Estado-Nação que todos sintam que é de todos, apesar das diferenças que só nos enriquecem.

É minha convicção forte que é possível abandonarmos o ciclo vicioso de pretender apagar os males passados com novos males.

Permanecem assim válidas, mutatis mutandis, as minhas propostas deixadas na  brochura “Angola: a terceira alternativa” que peço a muitos que as leiam e debatam criticamente, colocando os preconceitos de vários tipos de lado.” Marcolino Moco – Angola

Sem comentários:

Publicar um comentário